Dormir bem ajuda a engravidar

Jéssica Reis - Jornal DIÁRIO DA REGIÃO

15/07/2014

A embriologista clínica ainda explica que pessoas com alterações de sono provocam um grande desequilíbrio nessa cascata hormonal, onde a nível molecular e genético (que foi o ponto desse estudo) ocorre a transcrição desequilibrada de proteínas (principalmente a proteína PER 2, que é a principal responsável pelo equilíbrio do ciclo circadiano uterino) e desligamento de genes fundamentais para um ótimo ambiente uterino. Sem esse equilíbrio o embrião tem dificuldades em implantar, e se conseguir pode ocorrer um aborto prematuro.


"A mulher que está tentando engravidar, e não consegue naturalmente, precisa estar ainda mais atenta ao bom funcionamento do seu organismo em geral, pois ela já tem um problema, e mais uma alteração pode reduzir suas chances de ter um bebê. Qualquer fator negativo extra na função metabólica de seu organismo pode levar a um enorme prejuízo no resultado do tratamento para engravidar", ressalta.  


Confira algumas dicas importantes para mulheres que querem engravidar:

  • O ideal é que as mulheres busquem o equilíbrio do organismo em geral, inclusive da mente, pois não adianta só cuidar do corpo se você não está em paz, ou viver em um turbilhão de estresse. Seu organismo não irá reagir bem a nenhum tratamento se também não cuidar da mente. Pode ser através da terapia (autoconhecimento), religião, meditação ou qualquer outro cuidado que possa te deixar mais tranquila e pacificada.

  • Do outro lado, é recomendado a alimentação orgânica e equilibrada (mas, sem neuroses) como nosso grande remédio. Livre de agrotóxicos, esses alimentos são curativos e um presente da natureza para nosso corpo. 

  • Hoje sabemos o quanto o Brasil usa agrotóxicos nos alimentos, assim como usa produtos transgênicos. Isso é uma enorme agressão ao nosso corpo, que não foi feito para metabolizar tantos agressores (os famosos xenobióticos). Podendo causar, além da infertilidade, doenças imunológicas, transtornos psiquiátricos e câncer. Outra coisa é abster-se de refrigerantes e sucos de caixinha, que são ricos em açúcar e sódio. Substitua por sucos naturais feitos na hora.

  • Não como nada que sua vó não julgasse saudável, diminua o máximo o consumo de produtos industrializados, enlatados, aumente o consumo de orgânicos o máximo possível, viva com prazer, namore bastante, faça atividades físicas ao ar livre e puro. Quando buscamos atividades físicas ao ar livre, estamos nos expondo de maneira saudável ao sol e, consequentemente, a sintetização de vitamina D, que é tão importante para a fertilidade.

  • Procure o autoconhecimento, seja por meio da religião ou da terapia, e não desista de ter uma vida saudável. Assim a gravidez terá maior chance de acontecer e, quando o bebê nascer, já estará num ambiente saudável.

 

Fonte - Lígia Previato, embriologista clínica, chefe de laboratório do Centro de Reprodução Humana de Rio Preto

É mulher? Está tentando engravidar? Tem boas noites de sono? E o que todas essas questões têm em comum? Uma pesquisa recente da Universidade de Warwick, no Reino Unido, revelou que mulheres que estão tentando engravidar devem valorizar noites de sono.

 

Segundo um dos pesquisadores, o professor britânico Jan Brosens, o útero tem seu próprio relógio biológico, que precisa estar sincronizado com o relógio biológico do corpo da mãe para criar condições ideais ao crescimento e desenvolvimento fetal, e o sono é considerado parte essencial dessas condições ideais. 


Para Lígia Previato, embriologista clínica, chefe do laboratório do Centro de Reprodução Humana de Rio Preto, essas informações são valiosas na busca por respostas de questões como, a implantação embrionária e o ambiente intra-uterino. "Essa pesquisa explica em parte, a nível molecular e expressão gênica, fatores que podem influenciar no equilíbrio biológico do útero, ou seja, fatores que tornariam o ambiente uterino um 'paraíso' ou o contrário, um ambiente completamente inapropriado", explica. 


Ainda segundo a pesquisa, o útero tem seu próprio relógio bilógico, que precisa ser sincronizado com o relógio biológico do corpo da mãe. Lígia afirma que o ambiente uterino responde aos estímulos do equilíbrio do sistema endócrino da mãe, que está ligado ao ritmo circadiano da mesma. O ritmo circadiano tem como maior influência a luz. "Uma noite de sono adequada proporciona níveis ideais de hormônios fundamentais ao bom funcionamento do corpo, das emoções e, principalmente, da fertilidade. Dentre eles estão a melatonina, hormônio de crescimento, insulina, androgênios, serotonina e esteroides."

 

CRH Rio Preto
Rua XV de Novembro, 4461 - Redentora
São José do Rio Preto - São Paulo

CEP.: 15.015-110 

Central de Atendimento
    (17) 3216.8662 | (17) 9 9601.2765