Aparelho Reprodutor Masculino

 

O sistema reprodutor masculino é um conjunto de órgãos responsáveis pela produção de gametas e hormônios sexuais secundários, tendo como finalidade a reprodução. Esse sistema inclui:



- pênis,
- escroto,
- testículos ou gônadas,
- Vias espermáticas: epidídimos e sistema de ductos sendo eles os ductos deferentes, ductos ejaculatórios e uretra,
- Glândulas anexas: próstata, vesículas seminais e glândulas bulbouretrais.


Os testículos são glândulas ovais suspensas no escroto, que têm como função produzir os gametas masculinos (espermatozóides) durante o processo chamado espermatogênese, e os hormônios sexuais masculinos (sobretudo a testosterona) responsáveis pelo desenvolvimento dos órgãos genitais masculinos e dos caracteres sexuais secundários. Cada um dos testículos é formado por túbulos seminíferos extremamente enovelados que produzem os espermatozóides. Os espermatozóides imaturos passam para um canal único enovelado, o epidídimo, onde são armazenados. Os ductos deferentes levam os espermatozóides do epidídimo para o canal ejaculatório, que penetra a uretra.


A uretra é um tubo que dá passagem à urina para fora do corpo; sua parte esponjosa está contida no pênis. Dentro do pênis, três colunas de tecido erétil circundam a uretra. Durante a excitação sexual, esse tecido se enche de sangue, tornando o pênis ereto. No momento da ejaculação, os espermatozóides serão misturados aos produtos de secreção da vesícula seminal e próstata, formando o sêmen. O líquido das vesículas seminais age como fonte de energia para os espermatozóides e as substâncias secretadas pela próstata ativa os espermatozóides. Já as glândulas bulbouretrais são responsáveis pela secreção do fluido pré-ejaculatório que integra em cerca de 5% o sêmen (a próstata e as vesículas seminais secretam a maior parte do sêmen). Essa glândula também é responsável por esterelizar a uretra durante o ato sexual, para que o sêmen não seja contaminado.


Escroto: um espermatozóide leva cerca de 72 dias para ser produzido. Eles não podem se desenvolver adequadamente na temperatura normal do corpo (36,5 °C). Assim, os testículos se localizam na parte externa, dentro do escroto, que tem a função de termorregulação (aproximam ou afastam os testículos do corpo), mantendo-os a uma temperatura geralmente em torno de 1 a 3 °C abaixo da corporal.

 

O espermatozóide maduro é uma célula alongada constituída por:


- Cabeça: apresenta forma oval, onde está situado o núcleo haplóide (23 cromossomos de origem paterna), recoberta na extremidade apical pelo acrossoma, uma estrutura que contém enzimas cruciais para a penetração do espermatozóide no óvulo, durante a fecundação;


- Peça intermediária: contém mitocôndrias que são responsáveis pelo fornecimento de ATP (energia) para o movimento do flagelo;


- Cauda: composta por um flagelo, que impulsiona o espermatozóide durante o seu percurso pelo aparelho reprodutor feminino.

CRH Rio Preto
Rua XV de Novembro, 4461 - Redentora
São José do Rio Preto - São Paulo

CEP.: 15.015-110 

Central de Atendimento
    (17) 3216.8662 | (17) 9 9601.2765