Pai da fertilização in vitro vence Nobel de Medicina

 

O britânico Robert Edwards, 85 anos, foi o responsável pelo nascimento de Louise Joy Brown, em 1978


Autor: Agência AFP
Data: 19/10/2010



 

O britânico Robert Edwards, 85 anos, foi o ganhador do Prêmio Nobel de Medicina em 2010. Ele é o pioneiro da fecundação in vitro, responsável pelo nascimento do primeiro bebê de proveta há mais de 30 anos. O anúncio foi feito pelo Comitê Nobel do Instituto Karolinska, em Estocolmo.



Louise Joy Brown nasceu em 25 de julho de 1978. A menina foi o resultado concreto das pesquisas do professor Edwards, que ao lado do colega ginecologista Patrick Steptoe – falecido em 1988 – conseguiu fecundar uma célula em laboratório. Desde Louise Brown, quase quatro milhões de crianças já nasceram graças à fertilização in vitro.



 

“As descobertas de Edwards tornaram possível o tratamento da esterilidade que afeta uma grande parcela da humanidade e mais de 10% dos casais no mundo”, explica o comunicado do Comitê Nobel.



Devido à saúde frágil, o cientista não teve condições de comentar o prêmio, segundo o comitê. Há alguns anos ele contou que chegou a ser chamado de “louco”. “Ninguém queria assumir riscos éticos. Disseram que as crianças não seriam normais”, afirmou Edwards à agência sueca TT.



 

Mas o júri do Nobel afirmou que a terapia é uma etapa importante no desenvolvimento da medicina moderna.

CRH Rio Preto
Rua XV de Novembro, 4461 - Redentora
São José do Rio Preto - São Paulo

CEP.: 15.015-110 

Central de Atendimento
    (17) 3216.8662 | (17) 9 9601.2765